Ford Focus, 2016/2017, 2.0, Flex, 6 marchas, automatizado.

Nos meses de Maio de 2014 e 2016, publiquei avaliações de dois Focus similares, mas as modificações feitas pela Ford com relação ao carro de 2014, tornaram o Focus 2.0 um carro diferente, mais bonito e bem mais agradável de dirigir. Os defeitos continuam os mesmos…

Este é o Focus 2017 que avaliei agora.

Focus front Continuar lendo

Renault Logan, 1.6 flex, 2016/2017, manual de 5 marchas.

Na direção – A direção hidráulica do Logan é mais pesada do que os carros do segmento, mas segue a linha da Renault e tem as mesmas características dos Sandero Stepway 1.6 e 1.0 que avaliei aqui no BLOG. A pega do volante é boa. A direção, além de ser bem direta, transmite pouco as irregularidades do solo e é ajudada pelo bom acerto da suspensão, ou seja, não dá solavancos ou barulhos. A posição de dirigir é boa, bem elevada, com regulagem de altura do banco do motorista e de inclinação na coluna de direção. O rodar é silencioso, seguro e agradável, mesmo em pisos irregulares.

Logan Frente

Do motor e câmbio – O motor de quatro cilindros, 1.6 flex, decepciona, pode ser bem ouvido de dentro da cabine, mesmo em baixas rotações. O câmbio manual de cinco marchas não consegue tirar a sensação de “buracos” entre as marchas e Continuar lendo

Ford Ka, 2016/2017, 1.0 flex, 3 cilindros, 5 marchas.

Desde que a Ford lançou o Ka com motor de três cilindros tinha a curiosidade de dirigir um. Finalmente chegou a oportunidade e a experiência foi muito rica, para o bem e para o mal.

Ka frente

O Ka assume bem o papel de carro urbano, bem simples e de baixo preço (há controvérsias neste ponto). Ele não tem mais o charme da primeira geração, mas Continuar lendo

Jeep Renegade, 2016/17, 1.8, Flex, automático de seis marchas, 4×2.

Test-drive.

O Jeep Renegade, o “queridinho” do mercado brasileiro, me mostrou rapidamente, neste primeiro contato, as razões pelas quais ele caiu no gosto do consumidor brasileiro.

renegade1

Antes de dirigir, sempre achei que ele fosse duro e me surpreendi antes da Continuar lendo

SUV, Crossover, novo ou usado?

Com a grande variedade de opções, tomar a decisão de que carro comprar parece cada vez mais difícil.

Vários são os fatores a serem levados em conta, alguns bem tangíveis, como: preço de compra, custo do IPVA, custo do seguro, custo de manutenção, depreciação, liquidez e tempo de garantia. Outros, ainda que tangíveis, são de valoração mais subjetiva ou difícil, tais como: prazer ao dirigir, robustez, praticidade, adequação ao uso, acabamento, etc.

Neste cenário fiz a comparação entre muitas alternativas, mas destaco as seguintes opções, em ordem alfabética: Continuar lendo

Ford Mustang GT, 5.0, V8, 6 marchas automático.

Este ícone americano, muito criticado, tem mais qualidades que defeitos. Não se fabrica um carro desde a década de 60, mantendo-o ao longo dos anos como best-seller, se ele não fosse bom como é.

20170102_173047

O poderoso V8, despeja ruidosa e furiosamente seus 435 HP nas rodas traseiras. Desligar o controle de tração é para os profissionais ou para os insanos. Na opção Comfort, ele fica Continuar lendo

Chevrolet Malibu, 2016, 2.5 litros, 4 cilindros, 6 marchas automático.

Esta versão do Malibu não foi vendida no Brasil em grande quantidade (uma pena), mas há grande quantidade rodando nos Estados Unidos. O Malibu é grande e econômico e rivaliza com os japoneses menores e com performance inferior. Nas locadoras tem preço menor que os carros “full size”, mas supera muitos em espaço interno e volume do porta malas.

20161221_125006

Tão longo quanto um Impala, o Malibu tem ótimo espaço interno e porta malas enorme. O acabamento é simples, mas perfeito. Os bancos combinam Continuar lendo

Jeep Compass 2014, 2.0, CVT chega aos 30 mil km.

Já publiquei neste blog alguns posts sobre o Jeep Compass 2014 e também fiz um comparativo, entre ele e o Suzuki Grand Vitara 2011. Agora, completados 30.000 km rodados, está na hora de uma avaliação “de longo prazo”.

Vale lembrar, 2016 é o último ano que o Compass tem esta aparência. A linha 2017 vai trazer um desenho completamente novo, mas, pelo que noticia a Jeep, serão mantidas a mecânica e o porte do Compass, que deverá passar a ser fabricado no Brasil.

DSCN0167

O silêncio a bordo continua me agradando. Crossover com nível de ruído de Continuar lendo

FIAT 500 1.4 SPORT, MULTIAIR FLEX, 6 MARCHAS, AUTOMÁTICO, REAVALIAÇÃO AOS 30 MIL KM.

Já publiquei três avaliações neste BLOG quando meu Fiat 500 passou pelos 2.500, 10.000 e 20.000 km. Agora atualizo a avaliação com ele chegando aos 30.000 km.

km inicial do teste – 0  km / km rodados – 30.000 km

Cenário de teste – Cidade (ruas e vias expressas). Estradas no Rio de Janeiro.

 

Na direção – A direção elétrica continua leve, mas pode ser endurecida ao ser selecionado o modo de direção Sport, que afeta não só o “peso” da direção mas também o ajuste de troca de marchas do câmbio automático. Com o aumento da quilometragem, alguns ruídos Continuar lendo

Ford Focus 2.0 Flex, 2015/16, automatizado de 6 marchas e dupla embreagem.

Em Maio de 2014 publiquei uma avaliação de um Focus similar, mas as modificações feitas pela Ford nestes dois anos tornaram o Focus 2.0 um carro diferente, mais bonito e bem mais agradável de dirigir.

20160430_091510[1]

Usei este novo Focus por uma semana e mais de 800 km no Texas. Os mais atentos Continuar lendo