Renegade ou Corola Cross?

Desde que usei o Corolla Cross como carro reserva ao Renegade, muita gente me perguntou qual eu gostei mais. O dono da oficina que eu devolvi o Corolla, me fez a mesma pergunta, e se surpreendeu ao ver que minha resposta não era “claro que o Corolla Cross”.

Cabe explicar:

Um Corolla Cross 2023 (CC) igual ao que dirigi (2021) custa hoje a partir de R$ 160 mil reais. Um Jeep Renegade Longitude 2023 (JRL) custa hoje R$ 140 mil reais (1.3 turbo), o que comparei é um 2020 (1.8 aspirado). No aspecto preço, o JRL sai ganhando.

O CC tem câmbio CVT, o melhor que já usei, mas segue indeciso em situações de subida de serra e ultrapassagens, com 10 marchas pré-programadas nas trocas manuais na alavanca, tem nesta opção as melhores reações de um CVT que já usei. O JRL tem câmbio de seis marchas, convencional. com trocas manuais na alavanca ou nas borboletas no volante. Gosto mais do JRL.

O motor do CC é um 2.0 bem moderno, já o JRL tinha um desatualizado 1.8 derivado da FIAT. O CC é muito melhor, anda muito mais e bebe bem menos. Gosto mais do CC.

O acabamento do JRL tem materiais mais nobres (couro nos bancos, por exemplo). Os bancos dianteiros do CC são desconfortáveis em longos trajetos. A suspensão do JRL mais rígida, mas transmite menos as irregularidades das estradas, levando à um conforto melhor. O nível de ruído dos dois é bem baixo, mas o CC leva vantagem. Gosto mais do JRL.

O CC não tem controle de velocidade, alerta de pneus baixos e muitos dos gadgets eletrônicos embarcados no JRL. O sistema de som do CC é medíocre e o do JRL é ótimo. Os faróis do JRL são de LED, os melhores que já usei, os do CC são de lâmpadas comuns, muito fracos. Gosto mais do JRL.

O espaço interno do CC é melhor que o do JRL. O porta-malas do CC é maior e tem acesso mais fácil. Os retrovisores do CC repatem eletricamente. No CC há saída de ar condicionado para os passageiros do banco traseiro, no JRL não. Os vidros do JRL podem ser todos abertos ou fechados à distância, muito útil em dias muito quentes. O CC não tem travamento automático das portas por velocidade, já o JRL tem. Neste parágrafo de conforto, minha preferência fica com o CC.

Ou seja, no frigir dos ovos, os dois carros se equivalem, senti falta de algumas características do Jeep quando dirigia o Corolla, agora, de volta ao Jeep, sinto falta da performance e da economia do Corolla.

IPVA 2022 no Rio de Janeiro

Chegou Janeiro, o mês dos impostos, em 2022 com a surpresa do aumento do IPVA, por conta do valor de referência dos usados, que subiram muito de preço no ano de 2021.

Fique atento às datas:

Final de PlacaVencimentos  
 Cota Única ou 1ª parcela2ª parcela3ª parcela
021/jan21/fev23/mar
124/jan23/fev25/mar
225/jan24/fev28/mar
326/jan25/fev29/mar
427/jan03/mar04/abr
528/jan04/mar05/abr
631/jan07/mar06/abr
701/fev08/mar07/abr
802/fev09/mar08/abr
903/fev10/mar11/abr

O Seguro Obrigatório não será cobrado em 2022, pois ainda há saldo no balanço dos valores pagos nos anos anteriores (nem tudo que o atual governo federal faz está errado…).

A GRT (taxa de licenciamento) no Rio de Janeiro pode ser obtida em:

https://www.ib7.bradesco.com.br/ibpfdetranrj/debitoVeiculoRJGrtConsultaRenavam.do

Já a GRD (IPVA), no Rio de Janeiro, pode ser obtida em:

https://www.ib7.bradesco.com.br/ibpfdetranrj/debitoVeiculoRJLoader.do

Já que falamos dos híbridos, também vamos falar sobre os carros elétricos que estão sendo oficialmente importados e vendidos no Brasil.

A Chevrolet suspendeu temporariamente a venda do hatch BOLT, já a Ford, a Kia e a VW não tem por aqui modelos elétricos.

A Renault vende o ZOE (385 km de autonomia e preço de R$ 205 mil). Ela também vende o utilitário KANGOO ZE.

A Mini vende o Mini-E por R$ 240 mil. A Fiat tem o 500E (460 km de autonomia e R$ 230 mil).

A JAC tem cinco opções (para minha surpresa): o E-JS1 (hatch, 300 km de autonomia e R$ 160 mil), o IEV20 (hatch, 400 km de autonomia e R$ 170 mil), o E-J7 (sedã, 400 km de autonomia e R$ 260 mil), o E-JS4 (SUV, 400 km de autonomia e R$ 260 mil), o IEV-40 (SUV, 300 km de autonomia e R$ 190 mil) e a IEV330P (picape, 320 km de autonomia e R$ 330 mil).

Continuar lendo

Preços altos do etanol e da gasolina requerem atenção redobrada ao abastecer.

A mais nova disparada dos preços do etanol e da gasolina requerem mais do que nunca atenção na tomada de decisão de qual combustível escolher.

Já detalhei aqui no BLOG uma forma bem precisa de reconhecer o consumo médio de seu carro com cada combustível, já que a decisão acertada depende de cada conjunto – carro/motorista/tipo de uso/preços dos combustíveis.

Neste post vou simplificar, usando os dados colhidos com meu Jeep Renegade 2020 Longitude Flex automático,a partir de minhas observações ao longo de quase um ano e meio de uso (e pouco mais de 11 mil km).

No último abastecimento anotei no posto R$ 5,097 para o etanol e R$ 6,297 para a gasolina comum.

Continuar lendo

Seu carro está na garantia de fábrica? Enguiçou em um lugar remoto? Preste atenção à esta dica…

Se seu carro está na garantia de fábrica e você teve uma avaria ou defeito num lugar remoto, onde não haja uma concessionária, e você precisou fazer o reparo num mecânico não autorizado, que cuidados tomar?

Para que a peça substituida em emergência seja trocada pela original quando você puder chegar à uma concessionária, é fundamental que você guarde a peça defeituosa, caso contrário a concessionária não fará a substituição.

Continuar lendo

Datas limite de pagamento do IPVA no RJ em 2021

Esta é a tabela com as datas, retirada do site do DETRAN-RJ

Finais de
Placa
Pagamento integral
ou Vencimento
1ª parcela
Vencimento
2ª parcela
Vencimento
3ª parcela
021/jan22/fev24/mar
122/jan23/fev25/mar
225/jan24/fev26/mar
326/jan25/fev29/mar
427/jan26/fev30/mar
528/jan01/mar05/abr
629/jan02/mar06/abr
701/fev03/mar07/abr
802/fev04/mar08/abr
903/fev05/mar09/abr
https://banco.bradesco/html/classic/produtos-servicos/mais-produtos-servicos/pagamentos.shtm

Vale lembrar, em 2021 o DPVAT não será cobrado da maioria dos veículos (particulares), pois a Seguradora Líder acumulou recursos capazes de sustentar a iniciativa sem novas cobranças este ano. Alívio no bolso…

Continuar lendo

Combustível líquido “limpo” para salvar os motores a combustão…esta imprensa “especializada”…

Ontem o site automotivo AUTO ESPORTE, vinculado ao jornal “O GLOBO”, deu mais uma bola fora, do ponto de vista técnico. O título da matéria, publicada na sua aba MOBILIDADE, “Salvação dos carros a combustão? Porsche quer fabricar gasolina que não precisa de petróleo”.

A matéria conta que a Porsche fez uma parceria com uma empresa do Chile para produzir combustível líquido a partir de CO2 da atmosfera e hidrogênio retirado da água. O autor do artigo diz que a idéia é produzir um combustível que não seja dependente do petróleo e, portanto, menos poluente.

Para garantir a energia para o processo, serão usados aerogeradores, segundo o autor, a região onde a fabrica produzirá o combustível é bem atendida em intensidade de ventos.

Continuar lendo

Comprar um SUV 0 km, na casa dos R$ 80 mil.

Meu amigo JR quer comprar um SUV (ou crossover), 0 km, na casa dos 80 mil reais (baixos). Ele não é PCD, nem tem CNPJ, ou seja, pagará o preço de mercado. Ele precisa de um carro com razoável espaço interno, bom porta-malas, econômico e, de preferência, automático.

Missão quase impossível, com este limite, as opções não são muitas. Vamos a elas, em ordem alfabética, com avaliações qualitativas:

Chery Tiggo5 1.5 automático – ano/modelo: 19/20, preço: 83 mil reais, rede de concessionárias: pequena, valor de revenda: incerto, prestígio: em ascenção, espaço: razoável, acabamento: razoável, atualização tecnológica mecânica: obsoleto, nível de acessórios: alto, segurança: mediana, economia de combustível: ruim.

Continuar lendo

Trocar o iX-35 por outro crossover, bem equipado.

Meu amigo MM decidiu trocar seu Hyundai iX-35. Diferente da maioria dos proprietários do iX-35 que conheço, o MM experimentou o que há de pior no carro, que concentrou muitos defeitos de fábrica, reparados em garantia (de 5 anos), mas que fizeram com que ele ficasse sem carro muitas vezes e perdesse a confiança (ou a paciência) na marca.

Como tem dois filhos (crianças que não usam mais carrinho) o generoso espaço do iX-35 não é mais necessário. MM está focado no HR-V da Honda (a versão com o motor 1.5 turbo) e no T-Cross da VW (o 1.4 turbo). Ambos são ótimas escolhas, mas sugiro que ele também dê uma avaliada no Ford Territory (1.5 turbo), no Audi Q3 (1.4 turbo) e no Chevrolet Tracker (1.2 turbo).

Continuar lendo