Aditivo redutor de atrito para o motor.

O leitor Jefferson me perguntou:

“Olá Ronaldo…Qual sua opinião sobre o uso do militec ??”

Jefferson, não conheço o produto que você citou (Militec-1). Fui pesquisar na Internet para entender do que se trata.

No site do fabricante, eles explicam que o Militec-1 é um redutor de atrito que trata a superfície metálica do motor.

Reproduzindo o texto deles: Continuar lendo

Melhor um motor flex ou um a gasolina?

Enquanto abastecia meu Jeep Compass, Dona Lygia me perguntou: “este seu carro é flex?”

Respondi de pronto: “Não, felizmente este é só a gasolina”. Ela estranhou e rebateu, “flex não é melhor?”. Respondi, “depende”. Passo a reproduzir aqui a resposta que dei para ela.

Do ponto de vista de mercado, o motor ser flex é melhor, pois há maior aceitação na hora da revenda.

Do ponto de vista econômico, se o carro roda Continuar lendo

Transmissão de corrida da F1 na TV, fonte inesgotável de bobagens automotivas…

Neste domingo de corrida de F1 não foi diferente (variam os narradores e comentaristas, mas seguem as bobagens), bobagens ditas ao vivo, sem qualquer cerimônia! Desta vez a “vítima” foi a pressão dos pneus. Vários leitores perceberam.

O fabricante de pneus recomendou para as equipes baixarem a pressão dos pneus e o comentário foi: “…aqui usa psi, diferente das libras que usamos no Brasil…”.

Quase caí do sofá!

Para quem não é do ramo, vale esclarecer: As “libras que usamos no Brasil” são a abreviatura de “libras por Continuar lendo

Palio Weekend 1.0 16v 2002.

O leitor Jefferson me escreveu:

“Tenho um Palio Weekend 2002 1.0 16v, e gostaria de saber o seguinte:
– Esse motor tem menos força que um 8v se tratando em segunda marcha ?
– Esses dias ele começou a falhar, troquei velas, filtro combustível e limpeza de bico ( já havia feito quando peguei a 6.500 Km atrás ) e ainda o mesmo tinha uma falha leve com aceleração no assoalho, o mecânico disse que seria da gasolina comum que usei, agora coloquei aditivada.
Sei lá ..pra mim no mínimo tinha que ter um desempenho igual a um 1.0 8 v , mas enfim, gostaria da sua opinião.”
Jefferson, você tem razão, o motor 1.0 16v da FIAT deveria mesmo ter desempenho superior ao 1.0 8V. Seu motor deve ter alguma coisa de anormal.

Continuar lendo

Performance é maior com etanol?

A leitora Gabriela me escreveu:

“Considerando um Ford Ecosport 2015 e um VW Voyage 2012, ambos flex, qual tipo de combustível resulta em maior percepção de potência do carro etanol ou gasolina? A variação mais fácil de ser percebida é mesmo a financeira? O etanol “limpa” o motor?”

Gabriela, nenhum dos dois motores em questão é exemplo de otimização e de engenharia automotiva atualizada. Continuar lendo

Qual a função dos vincos nos tetos de vários carros?

Já tratei deste assunto no BLOG antigo, quando a leitora Beatriz observou os veios em arco no teto do March (leia em http://carrosemduvida.blogspot.com.br/2012/07/arcos-no-teto-do-nissan-march.html).

Outros leitores tem voltado ao assunto. Os vincos ou veios nos tetos são estéticos ou funcionais?

Na maioria dos casos são funcionais. Os veios cumprem o papel de uma folha Continuar lendo

Óleo para o câmbio do Gol 1.6, 2010.

O leitor Paulo me escreveu:

“…o mecânico trocou e colocou este óleo (Petronas Tutela ZC 75W80 Synth) no câmbio do meu veículo (VW Gol 1.6 Power ano 2010) como manutenção preventiva e agora fico preocupado se realmente é compatível para o meu veículo…”

Prezado leitor, parabéns por fazer manutenção preventiva em seu carro! Coisa rara! A escolha do seu mecânico “bateu na trave”. O óleo recomendado pela fábrica é o ZC 75W90. A diferença é pequena, pois Continuar lendo

Saveiro a GNV com luz do óleo acendendo.

O leitor Victor me escreveu que a Saveiro 2010 dele, que usa GNV e acabou de fazer uma retífica de motor, está acendendo a luz do óleo.

Victor, isto não deveria estar acontecendo. Pelo que entendi, a retífica foi feita há pouco tempo e numa oficina confiável. Para te ajudar à distância, vou te propor um check-list: Continuar lendo

Cilindros leves para GNV.

O leitor Nícolas leu um POST neste blog, publicado em 2014 (https://carrosemduvida.com/2014/01/02/cilindros-lves-para-gnv/) e perguntou:

“…pesquiso há um tempo sobre o kit GNV de quinta geração … vi a noticia sobre o cilindro em fibra de carbono que é muito mais leve e tão resistente quanto os fabricados no Brasil, mas nunca havia visto notícias sobre a venda até ver em seu blog sobre a importação que a respeito já tinha lido a matéria sobre esse cilindro nos ônibus no RS em outro site. Enfim, gostaria de saber se sairia muito caro importar um cilindro pequeno para uma SUV, pois vou comprar um Honda CRV e pretendo colocar um kit G5 porque rodo bastante.”

Nícolas, ótima pergunta! Os cilindros leves, de material composto, são uma realidade no exterior. Mais caros que os cilindros de aço, eles são bem aceitos por lá por reduzirem a sobrecarga imposta ao projeto original do carro. Como você leu no POST de 2014, os cilindros podem pesar apenas 30% Continuar lendo

Ângulos de entrada, saída e quebra.

O leitor leu o post do BLOG antigo e me perguntou como ele poderia achar os melhores ângulos de ataque e saída para o carro dele. Para responder a ele e informar os demais leitores que não leram o POST original, reproduzo aqui o texto:

Ângulos de entrada, saída e de quebra. Estes ângulos são muito importantes para a dinâmica dos veículos offroad e também para os carros de rua.

Vamos definir cada um deles e esclarecer sua utilidade.

Ângulo de entrada (AE). Também é chamado de ângulo de ataque. Ele é formado entre a horizontal e a reta que tangencia o pneu dianteiro e o ponto inferior da área frontal do veículo.

Veja o que é o ângulo de entrada (AE) no desenho esquemático da figura a seguir. O AE é responsável pela capacidade do veiculo enfrentar obstáculos verticais (um meio-fio alto ou uma rampa íngreme, por exemplo). Quanto maior o ângulo, mais capaz é o veículo. Continuar lendo