Ford Edge SEL, V6, automático.

Em 2014 publiquei uma rápida matéria sobre a versão anterior deste “best-seller” da Ford.

O Edge 2015, que mudou bastante o seu design, mas mantém as mesmas qualidades da versão anterior e agregou algumas novas. No centro do painel a central multimídia com tela “touch” incorpora som, imagens da câmera de ré, navegador GPS e facilidades de conexão para telefone.

?

O acabamento continua primoroso, mesmo não sendo a SEL a versão topo da linha. O silêncio à bordo é outro diferencial. Se na versão 2014 o ruído era deixado do lado de fora, na 2015 os níveis de ruído chegaram aos dos carros de alto luxo. É quase impossível se ouvir o motor rodando em velocidades e acelerações comportadas.

?

O espaço interno continua generoso e o porta-malas enorme. O modelo não está ainda à venda no Brasil. Apenas modelos 2014 podem ser encontrados nas concessionárias e revendas, por preços que começam em R$ 150 mil. Absurdamente caro…. Na curta convivência só não gostei do curso longo do acelerador, que dá a falsa impressão de que o motor do Edge está cochilando…, mas é só cravar o pé que a cavalaria acorda e o monstro chega a 100 km/h em pouco mais de 7 segundos. Uma façanha para um carro de cerca de 2 toneladas. Uma ótima opção para quem o compra por lá.